Fabricação

A matéria-prima para a produção úmida de silica é o silicato alcalino, preferencialmente o silicato de sódio, a partir do qual a silica amorfa é precipitada mediante a adição de ácido. A suspensão de sílica é transferida para prensas de filtro nas quais o sal, formado em decorrência da precipitação, é eliminado por lavagem e a maior quantidade possível de água é removida. A torta resultante da filtragem ainda contém quantidades consideráveis de água que deve evaporar no estágio de secagem. O método empregado na secagem depende das propriedades que se tenha em mente para a sílica.
Em seguida, a sílica pode ser moída, classificada e/ou granulada. Depois de ter sido filtrada, lavada e secada, a sílica contém 86-88% de SiO2 e 10-12% de água que fica ligada à estrutura molecular ou é adsorvida fisicamente na superfície.
Silicatos de metal como os silicatos de cálcio e alumínio são obtidos mediante a substituição de uma parte ou da quantidade total do ácido por uma solução de sais de metal, o que dá origem a um precipitado de baixíssima solubilidade. 
A variação dos parâmetros de produção como a temperatura de precipitação, o valor do pH, a concentração eletrolítica e o tempo de precipitação nas diferentes técnicas de precipitação permite a produção de sílicas com características de superfície diversas.
Locais de fabricação 
Weltkarte